História do nosso amor parte 3

Como já era de se esperar, eu e João terminamos. Ele voltou para Minas, e eu tinha quase 16 anos!
Lembro que era dia 23 de novembro quando Gustavo voltou a igreja. Confesso que não estava preocupada com ele nesse tempo. Eu o vi, e a barriga já não me dava calafrios. Mas as bochechas continuavam a queimar. Ele começou a conversar comigo, e marcamos de sair naquela semana. Eu sai da igreja sem pensar em muita coisa, mas  pensei: Ele sempre termina comigo ( isso já tinha acontecido 2x) sinceramente? não estava disposta a sofrer pela 3° vez. Eu sou boba, e fico na bobeira por anos a fio, mas quando desencanto já era. Naquele momento eu estava desencantada dele. Eu sabia que ele queria farrear na faculdade, sabia que tinha levado um pé na bunda de uma tal de Larissa, e eu não estava ali para quebrar galho de ninguém. Um belo dia, meu telefone toca. Era ele me convidando para sair. Eu fiquei surpresa! pensei: ''nossa! ele lembrou que me convidou para sair'' Ele sempre foi desligado, mas agora casada, sei que não é por mal. Ele tem seu próprio mundo, ignora as pessoas e nem percebe que faz isso. Então saímos e ele me levou em um parque botânico da nossa cidade, chamado -Pedra da cebola.
Lá conversamos, o beijo dele já não era tão estranho( pelo menos a faculdade serviu para alguma coisa, Já que nem vem dela o sustento da nossa família hoje! ou seja, faculdade não é de Deus kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk ( mentira viu gente, to zoando) Voltei para casa me policiando para não alimentar nenhum sentimento. Afinal de contas eu sabia que mais cedo ou mais tarde, ele me daria um puta dum chute na bunda! era o que ele fazia de melhor!!! Um dia, quando ele foi me deixar em casa, do nada eu comecei a falar. Das mágoas que tinha dele, que se fosse para ele repetir a mesma coisa, não precisava se delongar. Que terminasse ali mesmo. Ele ficou calado e acho que assustado. Mas entendeu meu recado! Continuamos a sair com mais frequência, a nos falar pelo menos 1 vez por dia. Eu fazia academia perto da casa dele, começamos a malhar juntos. Eu sempre fui apaixonada por ele, e ele sendo homem, afinal tinha 21 anos, queria meu corpo nú. Eu tinha medo, vergonha, mas tinha mais medo dele me achar criança, já que essa era a justificativa plausível e justa para ter terminado comigo nas 2 vezes anteriores. Então decidimos que seria a minha hora. Perdi minha mocidade ( puta me senti velha caquética agora...''mocidade'' kkkkkkkk, em fim) seja lá o nome no mês de dezembro. Acho que no dia do aniversário de casamento da minha sogra ( nesse exato momento, eu rio aqui sozinha) E ele foi carinhoso. Amoroso. Me senti bem, feliz. Pensei, nossa! eu namoro mesmo! ele me levou em casa. Não me ligou no dia seguinte. Eu já imaginava mil coisas. Tipo: ele teve o que queria! como fui idiota! No outro dia, meu telefone toca. Era ele dizendo que precisava conversar. Fui seca e disse que tudo bem. Saímos, ele me levou em uma praia e disse: estou em dúvidas entre você e uma outra menina. Juro que tive vontade de mata-lo ali mesmo! Estava com raiva dele, mas mais raiva de mim. Eu o amava ( escrevo e choro só de lembrar! Eu sinceramente me entristeço um pouquinho toda vez que lembro) Mas eu respirei fundo! Eu sabia que ele teria uma folga do trabalho nos dias seguintes, e disse para ele. Sério? você esperou eu me entregar para você pra descobrir que estava em dúvida? não lembro a resposta dele.Então sugeri, que ele usasse os próximos dias para pensar, conversar com a menina ( era a ex namorada, Larissa) e só viesse até mim com uma resposta definitiva. E na minha mente eu já sabia. Se ele não ficasse comigo, se não me ''escolhesse'' eu não iria querer o Gustavo nem como inimigo. Eu nunca fui boa em ignorar pessoas, mas me esforçaria para esquece-lo para o resto da vida. Eu disse para ele que o amava tanto, a ponto de amar também os  defeitos. Eu nunca tinha dito que o amava. Nem ele para mim. Mas eu precisava e tinha que ser sincera. Não poderia voltar para casa pensando que deveria ter falado algo que não falei.
Continua.....
Comentários
9 Comentários

9 comentários:

Postar um comentário